Artigos Sem categoria

Somos Perfeitamente Imperfeitos

red-apple-1497074_1280

Todos os dias quando acordo medito, faço a minha saudação ao sol, peço que ele renove a minha luz e me proteja.

Ouvi desde criança que o Sol é o nosso astro Rei. É fonte de energia, de vitamina D, que facilita a absorção de cálcio em nosso organismo. E ontem ouvi que ele reflete a vastidão da nossa luz! Essa luz única que cada um de nós emana.E, muitas vezes percebo que temos dificuldades para aceitar e acolher a nossa luz e desejamos brilhar na luz do outro.

Tomar a nossa luz é também enxergar a nossa sombra. Em alguns momentos queremos calçar o sapato 36 do outro embora o nosso seja 35 e caminhamos cheios de resmungue e de queixas. Só pode, com o sapato apertado!

Tem gente que esquece que sapato para brilhar precisa ser polido. E assim somos nós. Precisamos polir os maus pensamentos, as ações que já não nos cabe mais, os maus sentimentos e parar de achar que temos a razão e conhecemos a verdade.

Sapato bom é aquele que se ajusta aos nossos pés. Bom para fazer longas caminhadas, enfrentar estradas de barro, que supera barreiras e no final do caminho encontra a cera certa para brilhar.

Cada um de nós tem uma jornada sagrada, uma forma singular de se conectar com o seu divino.E por vezes nos desconectamos desse aspecto tão íntimo, tão sagrado e pessoal como se ao olhar no espelho não reconhecêssemos mais a essência da nossa alma.

Muitas vezes, reconhecemos no outro a capacidade de, a beleza, a prosperidade, as conquistas, negando aquilo que existe em nós. O que existe em nós é nosso.
Somos singulares. Na face da Terra não há ninguém igual a mim e nem a você!Portanto, vamos nos acolher.

A nossa luz é nossa e só nós podemos acendê-la. Não adianta apagar a luz do outro para acender a nossa que esse fósforo se apaga e cada vez que isso acontece ele diminui de tamanho. E vai ficando escuro feito a sombra que se quer revelar.

Só tem um jeito meu amigo, é enfrentar o espelho e se ver tal como és. Acolhendo o que ele nos revela, promovendo uma reforma íntima, tomando a nossa luz e ir seguindo.

Se amar, se compreender e aceitar que nunca farás tudo com perfeição. Autoaceitação e amor acima de tudo. Receber, acolher a sua luz e faze-la brilhar do jeito que só você sabe fazer. Porque somos únicos e UNO. Somos o aspecto singular do divino.

E o Sol vai brilhar cada vez mais para cada um de nós quando cada luz acesa propiciar a ascensão da luz do próximo. Dessa forma, como diz Dani Black em sua música Maior, seremos maiores do que éramos antes e seremos melhores do que éramos ontem, por que somos filhos do mistério e do silêncio e somente o tempo vai nos revelar quem somos.

Agora me responda: você está dispost@ a receber a sua luz?

Artigo publicado no jornal Diário de Ilhéus em 13/04/2018 e em 07/07/2018 no blog do Thame em http://www.blogdothame.blog.br/v1/2018/07/07/somos-perfeitamente-imperfeitos/#more-78600

um comentário

  1. Lembrei da música do Raul Seixas, Sapato 36: “Eu calço é 37/ Meu pai me dá 36/ Dói, mas no dia seguinte/ Eu aperto meu pé outra vez”. Sim, muitas vezes as pessoas querem ter a luz do outro. E muitos são levados desde cedo a ser de tal forma, a obter tal reconhecimento. A sociedade faz pressão. E nos cobramos também, e nos comparamos com o outro, e nos sentimos frustrados pois deixamos de ver nossas qualidades únicas, nossa própria luz.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: